B.I. é condenado a quatro anos de prisão em liberdade condicional por uso de drogas

Kim Han-bin, mais conhecido como B.I., ex- iKON e atualmente cantor solo foi condenado à prisão com a pena suspensa, sendo assim, em liberdade condicional.

Em 10 de setembro, o BI participou do julgamento de condenação com relação à violação da Lei sobre o Controle de Narcóticos, etc., realizado no Tribunal Distrital Central de Seul.

No mesmo dia, o tribunal sentenciou B.I. a três anos de prisão e quatro anos de liberdade condicional. Ele também precisa cumprir 80 horas de serviço comunitário, 40 horas de palestras sobre medicamentos e pagar 1,5 milhão de won em multas. Caso ele viole os termos, ele será preso por três anos.

Liberdade condicional é o sistema em que um condenado, ao invés de cumprir toda a pena encarcerado, é posto em liberdade se houver preenchido determinadas condições impostas legalmente.

BI. é suspeito de comprar LSD, uma droga alucinógena, em oito ocasiões, e de fumar maconha em três ocasiões entre abril e maio de 2016. Em uma audiência anterior, B.I. reconheceu todas as acusações e disse:

“Cometi um erro muito estúpido. Passei algum tempo pensando que não queria viver por um tempo e agora posso olhar para o meu passado. Nunca mais cometerei esse erro e eu viverei para sempre refletindo sobre mim “, desculpou-se.

O pai de B.I. também disse:

“Tenho que ensinar e cuidar bem de meu filho, mas lamento não poder. Dê uma chance ao seu filho e à sua família”, disse ele em lágrimas.

Procuradores pediram três anos de prisão e 1,5 milhão de won em multas, mas o tribunal disse que os crimes por drogas têm um alto risco de recorrência e podem ter um impacto negativo na sociedade como um todo.

O tribunal destacou:

“Não pode ser considerado crime com base na simples curiosidade, e o manejo das drogas por celebridades tem um grande impacto na sociedade ao diluir a consciência sobre as drogas entre o público em geral e os adolescentes”.

“O réu admite todos os crimes e reflete sobre seus erros”, disse ele, acrescentando: “Nós consideramos o fato de que os pais também prometem liderar o réu e que os laços sociais com suas famílias e vizinhos parecem ser bem mantidos”.

Dado o número de vezes, pode ser visto como uma simples curiosidade e tem um impacto social negativo significativo por ser uma celebridade. No entanto, ele admitiu todas as acusações, refletiu sobre si mesmo e também foi considerado o fato do cantor ser um réu primário.

Pouco depois da sentença, B.I disse na frente dos repórteres:

“Tentarei ser uma pessoa que pode ser perdoada por aqueles que ficaram com o coração partido por mim. Peço desculpas sinceramente”, disse ele, baixando a cabeça.

No entanto, ele permaneceu em silêncio sobre assumir o cargo de diretor da IOK Company após ser indiciado por drogas e continuar sua carreira musical.

Como B.I evitou a prisão, também foi dada atenção ao nível de punição para Yang Hyun-seok, ex-CEO da YG Entertainment.

Yang Hyun-seok é acusado de chamar Han para o escritório da YG imediatamente depois que Han contou à polícia sobre as acusações de drogas do BI e instou-o a reverter sua declaração com ameaças e conciliações, como “É muito fácil penalizá-lo na indústria do entretenimento . ” Quando Han relatou esse fato à Comissão de Direitos Civis e Anticorrupção em 2019, Yang Hyun-seok admitiu que se encontrou com Han, mas negou as acusações, dizendo que era apenas uma reunião para confirmar os fatos e que ele não havia revertido ou ameaçou sua declaração.

 

Fonte e fotos: (1) (2)

 


 

Website | + posts

Tenho 27 anos, moro em São Paulo e sou designer gráfico e estudante de ciências sociais. Sou apaixonada por música, livros, séries, viagens e amo comida asiática! Você pode saber mais sobre mim em: https://www.behance.net/daniele-almeida 🙂

Comentários