Bolo da Lua – Indispensável no Ano Novo Chinês

Você sabia que o Bolo da Lua é indispensável no Ano Novo Chinês? Venha conhecer a receita e a história por trás dessa maravilhosa tradição da gastronomia oriental.

O bolo da lua é um doce chinês tradicionalmente preparado durante o Festival do Meio do Outono, celebrado na China, no Vietnã e em diversos outros países asiáticos. São encontrados com mais facilidade no formato redondo, para assemelhar-se às lua mais bonita do ano, a do 15° dia da 8° Lua.

Foto: Getty Images/ simon2579

 

A receita original foi criada há mais de dois mil anos e ainda continua viva nas mesas e nas celebrações asiáticas. A princípio, nasceu de um pastel chinês tradicional onde as nozes eram o seu ingrediente principal. Antigamente, era usado como uma oferenda ao deus da Lua durante as festividades que se realizavam no meio do Outono. Na dinastia Tang, também era uma sobremesa comida pela corte do palácio.

 

Mensageiro da Revolução

Quem diria que um doce consumido em celebrações teria um papel importante na história de uma revolução. Durante a dinastia Yang 1200 a.C. – 1368 a.C., os mongóis, que se tinham estabelecido desde a dinastia Yuan, tornavam-se cada vez mais opressivos. Assim, o povo chinês aproveitou que os invasores não possuíam a tradição de comer bolos lunares e planejaram uma revolta.

O plano foi distribuir estes pastéis enquanto se celebrava a longevidade do imperador. Mas, em seu interior, os bolos tinham mensagens secretas que convocavam a população para um golpe político no décimo quinto dia da oitava lua, data em que se assinala o festival do Bolo Lunar.

A rebelião realizou-se com sucesso e os bolos lunares que já eram consumidos como sobremesa passaram a ser uma tradição nacional da China. Os mais famosos são o Jing de Pequim, o Guang de Cantão, o Su de Suzhou e o Chao de Chaozhou. O de Pequim é conhecido pelos seus recheios vegetarianos. O cantonês é mais doce, sendo que o açúcar é mesmo o seu ingrediente mais importante.

Existem mais de 200 recheios diferentes, doces ou salgados. Contudo, os mais vendidos são os que contêm sementes de lótus, pasta de feijão vermelho ou os recheios de cinco sementes, que são feitos com cinco tipos de nozes, gergelim, amêndoas, amendoins e sementes de melancia. Além disso, a característica essencial do Bolo Lunar é uma gema salgada do ovo de pato no interior, em representação da lua.

Foto: Getty Images/ Charlie Kwan

 

Os novos bolinhos lunares

Com o passar dos tempos, também surgiram novas formas destes pequenos e pesados bolos. Novos sabores foram desenvolvidos, agradando assim outros paladares. Uma pastelaria famosa, a Wing Wa Macau, também confecciona uns bolos que são considerados de luxo, cujos ingredientes são a barbatana de tubarão e o ninho de andorinhas.

Bolo da Lua
Foto: Getty Images/ ViewStock

 

Uma característica que atravessa todos os tipos de bolos é que, para serem considerados de qualidade, devem ter, acima de tudo, a crosta o mais leve e fina possível. Os recheios são misturados e a massa não pode ficar doce ou seca demais. A expressão de bolo de neve é quando a massa que reveste o recheio é feita com arroz. Formas entalhadas em madeira são utilizadas para dar forma aos bolinhos ricamente decorados, mas não são regra.

Bolo da Lua
Foto: Getty Images/ chee gin tan

 

O bolo tradicional é feito principalmente com açúcar e o recheio é muito denso e de difícil digestão. Por isso, o seu consumo deve ser acompanhado por chá, pois a bebida ajuda a dissolver o óleo.

 

 

Fonte: (1)

Was this helpful?

+ posts

Comentários

Siga-nos

Newsletter

Categorias

Facebook

Twitter

Instagram

Quizzes

Quizzes

Siga-nos

Newsletter

Categorias

Facebook

Twitter