CHINA: Celebridades chinesas proibidas de fazer Lip Sync

china Lip sync
Foto: Divulgação | Naver

Em 18 de setembro, o Ministério da Cultura e Turismo da China anunciou que irá proibir qualquer tipo de lip sync por atores e cantores durante as atividades performáticas para o desenvolvimento saudável e ordenado do mercado de performance.

De acordo com o anúncio realizado pelo Ministro, espera-se que o lip sync de artistas, como atores e cantores, em atividades de entretenimento na China seja completamente proibido. O lip sync pode ser traduzido como “sincronização labial” e consiste no artista dublar suas falas ou canções, apenas movendo os lábios, enquanto há uma pré-gravação de áudio.

Dessa forma, se for descoberto que o agente reconheceu e aceitou o ato de dublagem de seus atores e/ou cantores, a administração de cultura e turismo revogará as qualificações do agente para atividades de entretenimento doméstico e divulgará a má conduta ao público.



De acordo com este aviso, todos os artistas no mercado chinês estão proibidos de dublar em apresentações comerciais para fins lucrativos.

No entanto, sabe-se que durante apresentações ao vivo, onde há risco de sérios danos à saúde do artista, a sincronização labial é permitida como uma exceção. Entretanto, mesmo neste caso, há um aviso adicional de que o fato  do uso da dublagem pelo artista deve ser divulgado. Em caso de sinistro (termo utilizado por seguradoras para se referir aos bens segurados que sofrem um acidente ou prejuízo material), se for constatado que a empresa age sem autorização, serão aplicadas penalidades severas, como suspensão de habilitações e proibição de entrada no mercado.

O Ministério da Cultura e Turismo afirmou:

“É uma política gerir e fiscalizar os atos que violam os valores fundamentais do socialismo e rejeitar os atos que prejudicam a excelente tradição cultural da nação. Teremos que praticar o código de conduta estabelecido ”.

Segundo o aviso emitido, há também incluso informações sobre atividades de entretenimento para menores. O Ministério da Cultura e Turismo, através da assinatura de atividades de entretenimento com menores, implementa a escolaridade obrigatória nas escolas primárias e médias e protege o direito dos menores de estudar de acordo com a lei. Dessa forma, as autoridades chinesas afirmam que os menores não devem se envolver em atividades que não sejam apresentações e não podem participar de eventos de fã-clube ou autógrafos realizados fora da sala de concertos. Também é ilegal comprar produtos com fotos ou autógrafos de celebridades que eles apoiam.

 

 

 

Fonte: (1)
Website | + posts

Olá, me chamo Marcela, tenho 22 anos, moro em Recife e atualmente faço faculdade de Enfermagem. Sou extremamente extrovertida e gosto muito de interagir, sou fã de carteirinha dos doramas. 🙂

- Sorriam, sejam bem vindos (as) ao Asia ON! 🙂

Comentários