Macau – De colônia portuguesa à pólo multicultural!

Foto: Getty Images / greenlin

Território com pelo menos 600 anos de história. A Região Administrativa Especial de Macau, é um exemplo de como culturas tão distintas podem dividir o mesmo espaço e o resultado é incrível.

Este pequeno território proporcionou uma importante plataforma para o intercâmbio de culturas ocidentais e orientais, o que ajudou a criar uma identidade própria para Macau.

Senado Square

Colônia Portuguesa

Já povoada por pescadores e camponeses chineses quando os portugueses chegaram em 1557 com uma ocupação gradual, mas que trouxe prosperidade à esse pequeno território localizado junto à foz do Rio das Pérolas, tornando-a numa grande cidade comercial.

Macau é considerado o primeiro entreposto europeu em solo chinês e de grande valor, principalmente a nível comercial e estratégico por ser um entreposto entre a China, a Europa e o Japão.

  • O auge

Mesmo tendo sofrido ataques de outras potências europeias, Macau atingiu o seu auge nos finais do século 16 e no início do século 17, mas só em 1887 a China reconheceu oficialmente a soberania e a ocupação portuguesa de Macau, através do “Tratado de Amizade e Comércio Sino-Português“.

Ainda que fosse parte do eixo asiático, durante o período como colônia portuguesa, Macau não sofreu ataques vindos do Japão, evitando os horrores causados pela Segunda Guerra Mundial.

Mas, teve incidentes e motins causados por chineses insatisfeitos que lutaram para que o território fosse devolvido à China. Um deles em 1967, conhecido como Motim 1-2-3, que resultou na renúncia de Portugal. Em 1987 , foi feito um acordo que devolveria Macau para a China em 20 de dezembro de 1999.

Moeda: pataca de Macau.

Idioma: Os idiomas oficiais são português e chinês .O cantonês é o idioma que domina, sendo falado por 91,1% da população.

População: 640 700 habitantes

 

 

 

Religião

Macau, já considerado ponto de encontro e de intercâmbio entre o Ocidente e o Oriente, possui uma grande diversidade de religiões, como o Budismo, o Confucionismo, o Taoísmo, o Catolicismo, o Protestantismo, o Islamismo e a Fé Bahá’í, que coexistem harmoniosamente.

A maioria da população de Macau é adepta ao Budismo , mas há uma grande comunidade católica presente.

Igreja de São Francisco Xavier, na vila de Coloane, no centro de Macau

 

 

 

Ruínas de São Paulo, catedral construída em 1602 e destruída em 1835 em um incêndio, somente a face Sul continua de pé.

 

Templo do Bamboo, localizado no centro de Macau

 

 

Polo Multicultural

Fruto de um convívio longo e tranquilo, a diversidade cultural característica de Macau se destaca. Valores, crenças religiosas, costumes, hábitos, tradições e estilos arquitetônicos coexistem pelo território Macaense, fazendo parte de sua identidade.

  • Oferta cultural

Museus e Bibliotecas públicas, disponibilizam um amplo acervo, visando recolher, tratar,preservar e difundir documentos históricos asiáticos e europeus. A valorização e preservação desse patrimônio histórico é prioridade para o governo de Macau e se tornou referência turística, tanto que hoje é patrimônio mundial da UNESCO.

  • Tranquilidade

Mais de 15 museus para serem visitados, paisagens bucólicas nas ilhas adjacentes e ambientes tranquilos fazem parte da oferta turística para quem não gosta de jogos de azar. Vale destacar a Casa Cultural de Chá de Macau.

Durante anos, Macau foi uma das principais portas de exportação de chá pro ocidente. Ali, exposições regulares exibem obras que se relacionam com a bebida.

  • Relação com o idioma português

Ainda que o idioma português não seja mais utilizado em Macau, ainda podem ser encontradas placas nas duas línguas pelas ruas.

 

Macau

 

Macau

Turismo

Devolvida para a China em 1999, o potencial turístico de Macau foi explorado ao máximo, e hoje é referência em jogos de azar. Sendo que é o único território sob domínio chinês onde jogos são permitidos.

 

Macau
Vista de Macao Cotai Strip com The Venetian (cassino temático onde seu interior remonta a famosa Veneza) and The Eiffel tower no The Parisian hotel.

 

O The Venetian tem o título de maior cassino do mundo, com decoração luxuosa, gôndolas e ambientes majestosos. E ainda abriga o estrelado Michelin Golden Peacock, de comida indiana e vegetariana. Entretanto não é o único da região, a oferta de grandes e luxuosos cassinos é farta e atende aos gostos mais variados.

 

Macau
Foto: Divulgação / Carpe Mundi

 

Conta pra gente, você gostaria de visitar Macau? Uma dica: Assim como Hong Kong, brasileiros não precisam de visto para entrar no território.

+ posts

Comentários